"Pai tem que fazer de tudo"
 
07Oct

"Pai tem que fazer de tudo"

890 Visualizações
Claudio Herique

 
Embora ainda haja um longo caminho a ser percorrido, é muito bom constatar que cada vez mais os homens começam a se envolver na criação e no cuidado dos filhos, compartilhando as responsabilidades com suas esposas e companheiras. É o caso do publicitário mineiro Bruno Santiago, de 34 anos, casado com a Tereza e pai do Samuel, que hoje tem pouco mais de dois anos. Ele levou tão a sério o assunto que acabou criando uma comunidade voltada para os pais, que hoje faz um enorme sucesso nas redes sociais.
 
Empenhado em ser um pai dedicado, antes mesmo do filho nascer ele procurou informar-se sobre os cuidados básicos de um bebê. Descobriu que havia uma movimentação muito organizada das mulheres com todo o tipo de dicas sobre gestação, parto, amamentação e educação das crianças. No entanto, não encontrou muita informação para os “pais de primeira-viagem”. Daí surgiu a ideia da criação do “Pai tem que fazer de tudo”, lançada em fevereiro deste ano, que vem ganhando cada vez mais seguidores desde então. Somente no Facebook, são mais de 21 mil seguidores.
 
 
“Decidi compartilhar minha vivência como pai, meu sentimento em relação à paternidade, as dificuldades, a construção e o fortalecimento diário do vínculo com o meu filho e mostrar como é importante, para os pais, passar o maior tempo possível com as crianças”, explica Bruno, que é responsável por toda a atualização do conteúdo do site e pela troca de experiência com os outros pais que participam da comunidade.
 
Apesar do projeto focar inicialmente no público masculino, a participação feminina ainda é muito maior do que a dos homens entre os seguidores da sua comunidade – 93% da audiência é formada por mulheres. Entretanto, Bruno acredita no crescimento da tendência do “pai que faz”. “Recebo cada vez mais mensagens de pais que querem vivenciar a paternidade na sua plenitude, acredito que esse seja um comportamento que veio para ficar”, afirma o publicitário.
 
 
 
O machismo ajuda a explicar o fato das mulheres serem a grande maioria na comunidade. “Certamente, ainda atrapalha demais”, lembrando que até mesmo os poderes públicos reforçam essa postura. Um exemplo disso é a licença-paternidade de cinco dias, que ele considera muito curta. Mas a falta de apoio não para por aí. “Quando saio sozinho com o meu filho para almoçar, não encontro fraldário no banheiro masculino. O jeito é improvisar e trocar a fralda do Samuel em pé mesmo. O ideal seria que os estabelecimentos comerciais oferecessem um espaço neutro, o que somente acontece nos shopping centers”, completa Bruno.
 
A iniciativa e o sucesso do Bruno nas redes sociais mostra que cada vez mais os homens estão percebendo que só têm a ganhar compartilhando as responsabilidades da casa e dos filhos com suas mulheres. É um exemplo de que os velhos conceitos da sociedade não têm mais espaço no mundo moderno. Uma vida sem preconceitos, de qualquer tipo, é o caminho mais curto para a felicidade. O Bruno e seus seguidores, com certeza, já sabem disso.
 
Para conhecer melhor essa comunidade você pode acessar os seguintes links:
Instagram: https://instagram.com/paitemquefazerdetudo/ (@paitemquefazerdetudo)
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCGWARb41_O78yLxT5W4D9zA (canal: pai tem que fazer de tudo)


Comentários