Homem que larga o emprego para cuidar da casa deveria ter vergonha, diz pesquisa
 
09Oct

Homem que larga o emprego para cuidar da casa deveria ter vergonha, diz pesquisa

194 Visualizações
Claudio Herique

Confesso que não tomei nenhum susto com os resultados desta pesquisa. Ela apenas reforça minha desconfiança de que a metade dos homens não vão querer passar perto do meu livro. Eu só posso lamentar que muitos homens ainda pensem assim. Eu conto no livro o que foi (e continua sendo) passar pela experiência de ser julgado pelos outros homens. 

 

Mas independentemente do preconceito masculino, trocar uma vida profissional pela casa e os filhos não é uma decisão fácil de ser tomada. Nessa minha jornada, por exemplo, tenho encontrado inúmeras mulheres absolutamente infelizes com a decisão de ter largado a carreira profissional para apoiar a carreira dos maridos.

 

Para um homem, que já nasce sabendo que tem a obrigação de sustentar a casa, essa opção é ainda mais complicada. No meu caso, tinha tudo para dar errado. Mas acabou dando tão certo que acabou virando um livro. O segredo não foi lutar contra este preconceito, que é o menor dos problemas (embora eu reconheça que complica um bocado), mas encontrar a felicidade dentro de uma situação onde a sensação de perda é sempre maior do que a de ganho.

 

O homem não deixa de ser macho porque é a mulher quem sustenta a casa enquanto ele cuida dos filhos. A nova estrutura familiar deste Século XXI vai exigir tanto dos homens quanto das mulheres uma mentalidade muito mais aberta, de entendimento mútuo, que deixe para trás velhos conceitos do passado. E o sucesso cada vez maior das mulheres no mercado de trabalho, onde muitas delas passam a assumir posições de comando nas grandes empresas e carreiras internacionais, vai levar muitos homens a pelo menos começarem a pensar com "mais carinho" nesta possibilidade.  

 

Reproduzo abaixo, na sua íntegra, matéria publicada no Portal IG, que também pode ser encontrada no link: http://economia.ig.com.br/carreiras/2013-10-07/homem-que-larga-o-emprego-para-cuidar-da-casa-deve-ter-vergonha-diz-pesquisa.html

 

 

Homem que larga o emprego para cuidar da casa deve ter vergonha, diz pesquisa

Crítica é feita por 44% dos homens entrevistados pelo Data Popular; no entanto, 78% dos brasileiros afirmam respeitar uma mulher que troca a carreira pela casa

Bárbara Ladeia - iG São Paulo 

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Você certamente já conheceu ou ouviu falar de alguma mulher que abandonou a carreira para cuidar da casa e dos filhos. Para a maior parte dos brasileiros, um cenário como esse não causa nenhum estranhamento – muito pelo contrário, é razoavelmente comum.

Getty Images
44% dos homens ouvidos pelo Data Popular são contra a figura do dono de casa

Experimente propor o raciocínio inverso. Segundo pesquisa do Data Popular, feita em parceria com o Tempo de Mulher, 42% dos homens afirmam não ter respeito nenhum por homens que tomem uma decisão como essa – 44% acham que a opção seria motivo de vergonha. No entanto, 78% dos pesquisados afirmam respeitar uma mulher que troca a carreira pela casa.

"Enquanto os homens não entenderem que o homem que cuida da casa e das crianças é tão macho quanto o que sustenta casa, haverá disparidades de salário e oportunidades no mercado de trabalho", afirma Renato Meirelles, presidente do Data Popular. A pesquisa também aponta que quatro em cada dez homens acham que o trabalho feminino é um obstáculo ao casamento.

O olhar discriminatório, no entanto, não está apenas na visão masculina. O levantamento aponta que um terço dos brasileiros prefere ter chefes homens – ainda que reconheçam diversas habilidades de liderança como características majoritariamente femininas. "Entre as mulheres ainda há muito machismo. Isso tem de ser combatido nos dois lados", explica Meirelles. Cerca de 59 milhões der brasileiros conhecem alguma mulher que já foi prejudicada no trabalho por essa diferenciação na avaliação profissional entre gêneros.


Comentários